quarta-feira, 11 de julho de 2007

Pornografia mental.

Sanidade ou Insanidade. Cada um toma o que quer. No meio de um mundo agitado ainda há espaço para merecermos escolher? Não podemos fazê-lo parar nem abrandar o ponteiro dos segundos e é mentira quem diz que nem tudo tem um fim. Tudo tem um fim, por mais longo que seja o começo.
Sinais de trânsito, paragens de autocarro, areia, um farol aceso e mar. Mexer bem, tudo junto num caldeirão, grande útero estéril onde a esperança é a única vida que resta. Esperança? Que se foda a esperança. Os olhos estão gastos de esperar e a boca rasgada de sorrisos. Ainda há tempo?
Não há pássaros no céu e os que restam escondem-se do sol. Gritam alto para se ouvir melhor o que nunca souberam dizer. Vigiam-me quando me encolho no teu peito, quente, para me sentir grande quando não te consigo ver. Sinto-te o coração junto à cara e a vontade de te morder aumenta a cada pulsação. Canibalismo inexplicado que me enche o corpo de arrepios.
Não sei mais em que acreditar. Sinto os meus pés a andar ao contrário e tenho vinte mil unhas cravadas nas costas. Asas fictícias a rebentar de vermelho. A luxúria sempre ficou bem como meu segundo nome.
Mais um copo e outro cigarro. Fumo alcoólico para cuspir toda a dúvida. Hã?
Evolução, dizem eles. Evoluir é o nosso objectivo, numa sociedade obesa de preconceitos e esterótipos não santificados. Seja feita a vontade de quem pode e os que não podem falar que se calem para sempre. Amén. Irritam-me todos aqueles cumprimentos e burocracias ridículas. Aperto de mão fica sempre bem na TV. Abaixo à inteligência e ao sentido de oportunidade. Viva a todas as Floribellas e Chiquititas e o raio que as parta. Vamos encher as novas gerações de mentiras tão gastas que nem eles vão conseguir perceber.
Pinças metálicas e parafusos esterilizados. Novos pedaços para um corpo melhor. A construção de alguém que há-de vir, numa crença folclórica ao estilo de D. Sebastião. Ao menos que seja alguém bem feito, sempre tem mais credibilidade.
Odeio estas dores de cabeça. Vou dormir que o meu mal é sono. Fim. Aleluia, Aleluia.

11 Julho 2007 : 06.07

6 comentários:

_E se eu fosse puta...Tu lias?_ disse...

Boa crítica em palavras boas*

Diogalicious disse...

SIM esta muito bom o texto
tens grandes capacidades em usar palavras caras

:)


tb fiz um blog destes :)

vai la xD

dual_ disse...

Por isso estou.
És o mesmo.
Doce despertar.
Reinicio.
Obscuro segredo.

suspiros.
aos teus braços.
abraços.
beijos.
nós os dois.
amor.
vemos.
não há fronteiras.
por te querer tanto sou assim.
voltamos.
caminhos de sedas e veludos.
fazemos felicidade.
castelos sobre ruínas do passado.
a montanha dos espelhos.
voltei.
não esquecerei…
com paixão.
sou… para ti.
um consolo.
amor é o nosso conforto.
porque te quero assim.
porta entreaberta.
noite sob as estrelas, loucos entardecer, luzes.
arco-íris.

Pedro AMO-TE.
Estás acima de tudo.
Deliciosa loucura.
Recordação perdurável.
O destino.

Também te Amo muito, gosto de te ter.
AMO-TE.
Beijos P****** do teu J.

1Beijo = 1000
Ours «Dreams do come true» always continues :O)

Anónimo disse...

As mãos que tanto te beijam.
O sôfrego despertar junto a ti, terra, minha terra.
Esses braços, esses beijos sufocantes...
Tudo o que tu tentas ser, eu sou bem antes de ti, porque te conheço tão bem. Tudo é tão claro e tão vivo para ser uma mentira mórbida. Tudo é tão branco como estas palavras. Estas.
Os caminhos, são nossos, só nossos.
Tu, real conforto em meu palácio de metal.
Volto, sempre.
Chego, sempre.
Estou, sempre.
Quem escreve?
Quem arranha? Quem chora?

Aqui,
no fundo da terra,
onde grãos me invadem o cérebro,
arranco a minha pele...
confesso-me com sangue nas pálpebras...

QUEM SOU?

Sou eu, PEDRO,
Só eu sou eu para ti...

Anónimo disse...

Please,

...turn around!

dual_ disse...

agradeço.

forget about the world, because of you...
you helped me find Paradise, you come and i see!
SUNSHINE!
making me feel like... you're on top of the world.
i fell the magic!
My Shining Light / Star ;O)


gosto de te ver-ter-cuidar-abraçar-amar-olhar -_- AMO-TE

beijos P****** do teu
1beijo = 1000000000000

ours «Dreams do come true»