domingo, 8 de outubro de 2006

Ti Maria



Humilhou-me. Senti-me pequeno com a história da sua vida, tão grande comparada com a minha. Lembro-me de me arrepiar com os seus sorrisos naquela madrugada gelada. Não tinha frio e sentia-se tão bem perto de nós. Rebentou-se num fado angustiado onde gritava num sussuro todo o mal que lhe fizeram. Mas sorria, apesar de tudo. Levanta-se cedo, mesmo antes de me deitar, para começar mais um dos seus dias atarefados, e trata da vida de mil e um jazigos, de mortos que nem são os seus. Na cara tinha a marca de todos os dias e as mãos, grossas dos trabalhos, não tinham cor. Os cabelos eram brancos e quebradiços. Os olhos... Os olhos eram pequenos, gastos, de uma cor vazia e difusa, mas cheios de todas as suas histórias e aventuras de 89 anos. Vestia-se de preto, com um xaile a tapar-lhe as costas, e trazia os sapatos na mão esquerda, para aliviar os pés dos esforços e sentir melhor a terra. Talvez fosse do sol a nascer por trás, mas ela brilhava num esplendor divino. Um anjo, quem sabe, que me mostrou o meu egocêntrismo encerrado num telhado de vidro e me agoniou de tão macabra que era a verdade. Arranhou-me a sua humildade no contraste com as minhas mentiras fúteis e possíveis desilusões. E tive o descaramento de chorar uma lágrima quando ela desabou todo aquele oceano em nós. Agora não sei onde é que ela está. Talvez a tratar das vidas que não é a sua, mas sei que à noite ela volta para a sua casa escondida entre as outras e adormece sempre com o sonho de ir viver para a casa da sua filha.
Obrigado Ti Maria.

7 Outubro 2006 : 18.55

3 comentários:

Ruy de Villa Real disse...

Uma vida em solidão assistida... com a memória de uma casa cheia, o chilrear de crianças a chamar pela mãe, qur hoje vive sozinha entre 25 jazigos de companhia! Uma lagrima que cai e se mistura com o oceano imenso das tuas lágrimas! Uma lição sem duvida! Uma senhora, um Anjo ao relento das gotas da chuva a falar a dois irmãos tão senhores do nada nesta vida... Obrigado Ti Maria :)

brida palck disse...

"o tempo passa...as almas mudam...e no caminhar estontenate da vida fazemos a (in)util descoberta de quem somos ou ousamos ser. so o sonho permanece."

Mário Rui disse...

ahahah
pedro..sabes que "Ti maria" é outro nome dado á conhecida fase menstrual n sabes? xD
;P
lool


abraço *